Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Profissional Moderno

Profissional Moderno

05
Dez20

Life & Productivity Hack 12: Lê

Luís Rito

Com a proliferação do vídeo, a leitura tem assumido nos dias de hoje pouco destaque. O vídeo é mais fácil de consumir, mais divertido, mais visual, e normalmente curto. Contudo, ler é e continua a ser uma das melhores atividades para o nosso cérebro. A leitura dá-nos muitos benefícios que os vídeos não dão, nomeadamente um aumento da capacidade de foco e de concentração, aumento da capacidade de imaginação e criatividade, melhorias enormes no vocabulário e na escrita, sensação de relaxamento e redução do stress, entre tantos outros. Senão vê, quando lês um livro, necessitas de exercitar a tua imaginação e criatividade para produzir um mundo na tua cabeça, mundo esse que apenas te é oferecido através de palavras. Estar também durante largos minutos ou horas a ler vai-te dar uma grande capacidade de concentração e foco. Vai passar a ser mais fácil ficares muito tempo com foco elevado numa tarefa sem te distraíres.

 

Ler deveria ser uma atividade diária de qualquer pessoa, mas parece-me que cada vez mais a leitura perde adeptos, principalmente entre as gerações mais novas. É muito raro ver hoje uma criança a ler livros de forma regular, prática que era mais normal em gerações anteriores. É muito mais comum ver uma criança com um smartphone, um tablet, ou mesmo ambos ao mesmo tempo. Para as novas gerações, um vídeo de 4 ou 5 minutos é longo, e é normal ao fim de 2 minutos aborrecerem-se e verem outro diferente. Com tantos vídeos disponíveis, cada um deles à distância de um clique, é muito difícil mantê-los concentrados em algo, existe sempre algo novo para ver, para consumir. A leitura passou portanto a ser "uma seca".

 

Pessoalmente leio cerca de 30m todos os dias. As leituras podem ir desde temas mais técnicos, relacionados com a minha profissão, livros de autoajuda, livros de gestão e criação de startups, livros mais relacionados com softskills e ocasionalmente também livros de ficção. Aconselho também uma aplicação chamada Blinkist. É uma aplicação que contém resumos, retirando de um livro as ideias e pontos principais e apresentando-os em pequenos trechos que podem ser lidos ou ouvidos de forma muito rápida. Torna-se assim possível "ler" dezenas de livros num curto espaço de tempo. Recomendo vivamente.

Depois de tudo o que falámos acima, vai uma leitura :)?

 

Vê os Life & Productivity Hacks anteriores:

Vê todos os Life & Productivity Hacks de 1 a 10

Life & Productivity Hack 11: Define objetivos mensais, semanais e diários

 

29
Nov20

Life & Productivity Hack 11: Define objetivos mensais, semanais e diários

Luís Rito

Não é possível gerir aquilo que não se mede. Como sabes se estás a ir na direção certa e na velocidade certa se não definires objetivos? Pois é, não sabes! É por isso que a definição de objetivos é algo fundamental para o profissional moderno. Quanto a ti não sei, mas normalmente é quando o deadline de uma atividade se está a aproximar que sou mais produtivo. Muitos estudantes sabem perfeitamente o que isso é, podem ter uma semana para estudar para um exame, mas miraculosamente é no último dia que acabam por estudar com mais afinco. Isto acontece porque, é quando o prazo para algo se aproxima, que sentimos realmente uma maior pressão para o fazer. Tarefas com prazos muito alargados nunca são uma boa prática, é preferível "parti-la" em atividades mais curtas e com deadlines mais apertados, porque nos leva a evitar a procrastinação. Enquanto humanos vamos sempre ter uma tendência para adiar tarefas que não nos agradam ou que são difíceis de fazer. Quando defines prazos muito alargados, estás a permitir a ti mesmo atrasar tarefas o mais possível e ceder ao impulso de fazer algo mais divertido no curto prazo, como ver um filme ou estar simplesmente nas redes sociais. Se fizeres o inverso e definires tarefas com datas de conclusão mais apertadas, vais-te obrigar a fazê-las, ainda que não te agradem a 100%.

 

A definição de objetivos é algo que deves encarar seriamente, arrisco-me a dizer que vai mudar a forma como trabalhas. Deves fazê-lo como se um roadmap de iniciativas para uma empresa se tratasse. Ou seja, todos sabemos que é no final de um ano e no início do próximo que surgem mais resoluções de ano novo. Pode ser uma boa oportunidade para pensares no que queres realizar em 2021. Aqui deves pensar de uma forma macro, deves definir uma visão, pode ser tão simples como uma frase ou duas. Por exemplo, enquanto gestor de projeto posso dizer que a minha visão é ganhar competências na gestão de portfólios de projetos e consolidar e expandir conhecimentos de metodologias agile. Definindo a visão, torna-se mais simples atribuir objetivos mensais, semanais e diários. Utilizando o exemplo acima, poderia definir no primeiro trimestre do ano certificar-me numa metodologia de gestão de portfólios, o que poderia ser subdividido em: Garantir os pré-requisitos para a inscrição na certificação no mês 1, definir um plano de estudos no mês 2 e estudar e certificar-me no mês 3. Sendo objetivos mensais, são ainda algo vagos e difíceis de seguir, motivo pelo qual é necessário descer ao nível do planeamento semanal e diário. Exemplo:

 

Mês 1: Objetivo de garantir pré-requisitos para a inscrição na certificação

Semana 1: Identificar lista de pré-requisitos para a certificação, bem como bibliografia a ler;

Semana 2: Realizar formação presencial sobre gestão de portfólios (pré-requisito para a inscrição);

Semana 3: Pedir referências a profissionais da área (pré-requisito para a inscrição);

Semana 4: Realizar inscrição.

 

Como deves calcular o exemplo acima é só e apenas um cenário simplista. Na realidade as coisas podem ser bem mais complexas, daí a necessidade de definir um planeamento diário para garantir que as atividades são executadas. Ou seja, na primeira semana do mês 1, podes definir que durante segunda e terça-feira identificas a lista de pré-requisitos e que os registas num ficheiro de excel, e que na quarta e quinta-feira fazes uma pesquisa e recolha de toda a bibliografia relevante que deves ler. Desta forma, não só podes manter um controlo apertado sobre as tuas tarefas, como podes identificar desvios e definir ações para corrigir esses mesmos desvios. Se por exemplo não conseguiste terminar a tarefa que te tinhas proposto realizar na terça-feira, sabes que na quarta-feira tens que aplicar um esforço extra para terminar tanto a tarefa de terça-feira como a de quarta-feira. Isto também te obriga a procastinar menos e a ser mais produtivo.

A parte boa, é que podes e deves definir objetivos tanto na esfera profissional como na esfera pessoal, pois dessa forma atingirás um equilíbrio no que te propuseste a realizar tanto no teu trabalho como nos teus objetivos pessoais. Dito isto, porque não começas já hoje a pensar nos teus objetivos :)?

 

Vê os Life & Productivity Hacks anteriores:

1. Levantar cedo e cedo erguer

2. Dá descanso ao teu telemóvel

3. 30m de exercício físico fazem maravilhas

4. Uma boa rotina matinal pode mudar a tua vida

5. Cria novos hábitos

6. Foca-te numa coisa de cada vez

7. Aprende a dizer "Não"

8. Limita o acesso ao teu email

9. A importância de uma boa noite de sono

10. Define prioridades

26
Nov20

Life & Productivity Hack 10: Define prioridades

Luís Rito

Parece que cada semana que passa andamos mais ocupados. Devido ao avançar dos sistemas informáticos, tenho a sensação que é exigido a um profissional dos dias de hoje o que se exigia a 3 ou mais à uns anos atrás. Como consequência disso e também da quantidade de informação que nos chega todos os dias, é cada vez mais difícil equilibrar as nossas vidas, parece que o tempo nunca chega para fazer tudo. As boas notícias, é que em tudo o que envolva tempo, as decisões são mais ou menos fáceis de tomar. Por exemplo, quando confrontado com muitas tarefas por realizar, podes agir de 2 formas, reduzir as tarefas ou aumentar o teu tempo. Quanto a tempo, lamento, mas cada dia só tem 24h, não consegues mais que isso. Como também deves dormir sempre uma boa noite de sono, e assumindo que o fazes por 8h, restam-te 16h, onde deves ainda retirar tempo para comer, estar com a família, etc. Assumindo que te sobram 12h/dia, o que fazes se tiveres tarefas que te ocupam 20h todos os dias? Bom, uma forma de ganhar tempo é delegá-las a outras pessoas, mas não é sobre isso que te quero falar hoje, hoje assumimos que não podes delegar nada. O próximo passo lógico é escolher e definir prioridades para as tuas tarefas, se apenas tens 12h/dia, tens que remover tarefas que te consomem pelo menos 8h/dia.

 

E este é o ponto principal deste post, a importância de definir prioridades. Uma boa técnica que utilizo é perguntar a mim mesmo: "Se só pudesses fazer uma tarefa hoje, qual farias?". Com base nessa pergunta, escolho a minha tarefa com prioridade máxima. De seguida, torno a fazer a mesma pergunta, o que me leva a escolher a tarefa com prioridade 2. Continuo a fazê-lo até ter uma lista de tarefas com prioridades definidas. É essa a minha lista de prioridades para o dia. Esta técnica deixa-me sempre descansado porque sei que mesmo que não consiga realizar tudo, acabo por realizar aquelas tarefas que para mim são as mais prioritárias, seja porque acrescentam mais valor, seja porque são de alguma forma urgentes. Não deves cair no erro de tentar encaixar todas as tarefas no teu dia, o que tens que garantir é que fazes as mais importantes. Se pudéssemos visualizar de forma mais gráfica aquilo que estamos a falar, seria uma coluna de blocos empilhados, sendo o bloco que está no topo o mais prioritário e o bloco que está na base o menos prioritário. Algures ficaria uma linha picotada, que representaria a tua capacidade diária (imaginemos 8h). O objetivo seria ir retirando blocos, um a um, de cima para baixo, até chegar à linha picotada. Depois de atingir a linha, tudo o que estaria abaixo migraria para o dia seguinte, onde se recomeçaria o exercício de definição de prioridades.

 

Tudo isto parece dar muito trabalho, mas se investigares um pouco, vais chegar à conclusão que grandes empreendedores e líderes de empresas utilizam técnicas similares para garantir que não se afogam em todas as tarefas que têm para fazer. É uma excelente forma de ser produtivo, sem nunca pôr em causa o balanço entre vida profissional e vida pessoal. Deves sempre reservar tempo para descontrair e relaxar, porque é isso que te vai tornar mais produtivo no dia seguinte. Não somos máquinas, precisamos de descansar para fazer reset e começar novamente. Espero que definir prioridades no teu dia-a-dia te possa ajudar, a mim sei que ajuda :).

 

Vê os Life & Productivity Hacks anteriores:

1. Levantar cedo e cedo erguer

2. Dá descanso ao teu telemóvel

3. 30m de exercício físico fazem maravilhas

4. Uma boa rotina matinal pode mudar a tua vida

5. Cria novos hábitos

6. Foca-te numa coisa de cada vez

7. Aprende a dizer "Não"

8. Limita o acesso ao teu email

9. A importância de uma boa noite de sono

24
Nov20

Life & Productivity Hack 9: A importância de uma boa noite de sono

Luís Rito

Não sei o que se passa. Cada vez mais nos orgulhamos de trabalhar muito, até tarde e dormir pouco. Numa época em que existe uma forte proliferação da Inteligência Artificial, porque continuamos a insistir em emular os comportamentos das máquinas? Trabalhar muito, de forma incansável, dormir pouco ou nem dormir, não é isso que as máquinas fazem bem melhor que nós humanos? Nunca vamos conseguir competir nesse campo, e é por isso que precisamos de investir noutras competências como por exemplo a criatividade ou a resolução e simplificação de problemas complexos. E adivinha, precisamos de ter toda a nossa energia mental para o fazer, o que por arrasto significa que temos de cuidar do nosso cérebro. Uma excelente alimentação e uma boa noite de sono fazem maravilhas na nossa capacidade criativa. Dormir é imprescindível e fundamental, inclusive para limpar toxinas do nosso cérebro (sim, o sono limpa o cérebro).

 

Pois é, segundo a revista visão, alguns dos benefícios de dormir bem passam por, manter o coração saudável, prevenir o aumento de peso, prevenir acidentes rodoviários, fortalecer o sistema imunitário, aumentar a concentração e funções cognitivas, etc. De um ponto de vista lógico, as vantagens são tantas, que me custa imaginar porque é que alguém as troca por 1, 2 ou mesmo 3 horas do seu tempo. Senão vê, num adulto, fala-se que a média de horas de sono recomendada anda entre as 7h e as 9h por noite. No meu caso, dou-me muito bem com 7h30 por noite, o que significa que, caso tentasse ganhar mais 1h30 no meu dia, passaria a dormir 6h/noite. Será que compensa trocar essa 1h30 por todos os benefícios que enumerei acima? Já para não falar que durante o dia é muito provável que me sinta mais cansado, vou beber mais bebidas estimulantes, como por exemplo café, e após alguns dias neste ritmo vão decididamente tornar-me mais irritadiço com tudo e com todos. Não é uma troca lógica. É por isso que, primeiro que tudo, deves entender de quantas horas necessitas para te sentires bem, e depois disso, cumprir essas horas de sono todos os dias (ou na grande maioria dos dias...já sabemos que imprevistos acontecem).

 

Ter uma boa rotina de sono também te ajuda. Se fores dormir todos os dias à mesma hora, o teu corpo vai ter mais facilidade em adormecer do que se alternares horários entre os dias. Quando existe uma rotina bem definida, vais acabar por acordar quase sempre antes do alarme, bem desperto e descansado. E melhor que isso, com energia mental e com foco para fazer as tuas atividades. Não comprometas o teu sono por 1h ou 2h, deves manter um rigor elevado na tua rotina de sono, os benefícios são enormes.

 

Vê os Life & Productivity Hacks anteriores:

1. Levantar cedo e cedo erguer

2. Dá descanso ao teu telemóvel

3. 30m de exercício físico fazem maravilhas

4. Uma boa rotina matinal pode mudar a tua vida

5. Cria novos hábitos

6. Foca-te numa coisa de cada vez

7. Aprende a dizer "Não"

8. Limita o acesso ao teu email

 

21
Nov20

Life & Productivity Hack 8: Limita o acesso ao teu email

Luís Rito

Quantas vezes dás uma vista de olhos no teu email por dia? Cinco, dez, vinte? Verificar muitas vezes o nosso email é uma fonte enorme de distração. Tendemos a dar demasiada atenção a este tipo de ferramenta, arrisco-me a dizer que nos dias de hoje o email assumiu uma dimensão de culto. Já por várias vezes presenciei pessoas a vangloriar-se por receber muitos emails por dia, como se isso fosse uma competição, onde quem tem mais ganha. Receber muitos emails é encarado por alguns como uma medalha de honra, um sinal de que são concorridos e que têm sempre muito trabalho em mãos. Claro está que como em tudo na vida, quantidade não é sinónimo de qualidade. Dou um exemplo, quanto a vocês não sei, mas nada me irrita mais que estar em Cc num email onde apenas 2 pessoas estão a "bater bolas" e os restantes a assistir. Preferia mil vezes não estar em Cc e poupar à minha inbox uns 10 ou mais emails que nem sequer vou ler. Logicamente que se multiplicarmos este tipo de emails por várias dezenas de temas, fica normal ao final do dia receber algo como 100 emails, apesar de achar que apenas temos de dar atenção a 20 no máximo. Acho que a regra dos 80-20 também se aplica aos emails, ou seja, apenas nos vão interessar cerca de 20% do que entrar pela nossa inbox. Como podemos então combater esta praga? Bom, ponto número 1, se não gostas de receber emails, então tenta ao máximo não os enviar. Usa antes o telemóvel ou uma ferramenta de conversação instantânea, como por exemplo o Skype ou o WhatsApp. Quantos menos emails enviares, menos emails vais receber de resposta, pelo que é um primeiro passo que podes começar a efetuar já hoje!

 

Claro que esta regra não se aplica a tudo, o email continua a ser uma ferramenta fantástica, principalmente para comunicar ou questionar informação a um conjunto grande de pessoas. Contudo, se apenas queres fazer uma questão ou informar uma pessoa, faz um favor a ti próprio e esquece o email, até porque, algo que não podemos assumir é que a pessoa do outro lado vai responder no mesmo instante. Isso é errado, por isso se chama email e não ferramenta de conversação instantânea. Se tens urgência numa resposta, não utilizes o email. Quantas vezes me perguntam se "já vi o email", apenas 10m depois de o enviarem. Como já referi no post "Aprende a dizer não", temos que dar a máxima importância às nossas tarefas prioritárias, e não às das outras pessoas, pelo que se me enviam um email, não esperem que o responda nos 10m seguintes. Aliás, posso nem responder no próprio dia, afinal poderei ter tarefas mais importantes para tratar, tarefas onde necessito de foco e concentração. É por isso que deves desativar todas as notificações de correio do teu computador e do teu telemóvel. Deves ser tu a controlar a tua agenda, não deixes que o fluxo constante de emails te distraia. Outra boa técnica passa por tratar os emails recebidos pela manhã, e depois de almoço. E se achas que ver o email apenas 2 vezes ao dia é pouco, podes tentar fazê-lo pela manhã, depois de almoço e ao final do dia. Eu pessoalmente gosto de começar pela manhã, porque é a altura em que me sinto mais "fresco" e com maior capacidade de trabalho. Mas cuidado, não gastes toda a tua energia matinal somente com emails, deves guardá-la também para tarefas complexas e difíceis.

 

Tenta o seguinte, dá uma vista de olhos na tua inbox e começa por tratar os emails, do mais antigo para o mais recente. Emails onde não tenhas de atuar, decide em 5s se os deves ou não ler, e arquiva-os de seguida (depois de os leres se achares necessário). Emails que necessitem de ação, decide em 5s se a ação leva 3 ou menos minutos, e em caso afirmativo trata-os. Caso aches que leva mais de 3m, abre uma tarefa numa ferramenta como o ToDo da Microsoft e arquiva o email. O teu objetivo deve ser retirar de imediato os emails da inbox, seja ignorando-os, seja tratando-os caso sejam rápidos, seja criando uma tarefa para fazer algo mais tarde. Em qualquer dos 3 casos, o email deve desaparecer da tua inbox. Se realizares esta prática diariamente, não é muito difícil teres uma caixa de correio sempre controlada e limpa.

 

Lembra-te, o segredo é não cederes à tentação e limitares o acesso ao teu email, garanto que a tua produtividade vai disparar em flecha, afinal deixarás de estar constantemente a olhar para a tua inbox, e deixarás de ficar em stress ao veres um fluxo infindável de emails a chegar. Salva-te a ti mesmo desse desconforto. Como em tudo na vida, seguir estas técnicas é um hábito, pelo que após algumas semanas já o farás de forma quase automática. Força!

 

Vê os Life & Productivity Hacks anteriores:

1. Levantar cedo e cedo erguer

2. Dá descanso ao teu telemóvel

3. 30m de exercício físico fazem maravilhas

4. Uma boa rotina matinal pode mudar a tua vida

5. Cria novos hábitos

6. Foca-te numa coisa de cada vez

7. Aprende a dizer "Não"

 

18
Nov20

Life & Productivity Hack 7: Aprende a dizer "Não"

Luís Rito

Se és como eu, então dizer "não" pode ser uma tarefa muito árdua. A questão é que ter a capacidade de dizer "não", vai-te permitir aumentar grandemente a tua produtividade. Quantas vezes deixamos de realizar o que para nós são as tarefas mais importantes & prioritárias para fazer tarefas urgentes de outras pessoas? Ajudar os outros é bom, mas deves sempre manter um olho no teu próprio bem-estar. Por exemplo, passares o teu dia a ajudar os outros com as suas tarefas importantes deixa-te sem tempo para desenvolveres as tuas. Muitas vezes isso resulta em trabalho extra fora de horas, o que por si só vai prejudicar a tua vida pessoal. Deve existir um balanço entre vida pessoal e vida profissional. Apesar de ambas estarem cada vez mais mescladas, deves definir limites para cada uma delas. Trabalhares todos os dias 12h não te vai permitir desenvolver projetos pessoais nem passar tempo de qualidade com a tua família ou tratares da tua saúde. Todos nós precisamos de um tempo extra para carregar baterias. Eu pessoalmente sou uma pessoa da manhã, por isso gosto de acordar cedo para realizar as tarefas mais complexas. Quanto mais me aproximo do fim do dia menor é a minha capacidade para tomar decisões ou realizar tarefas difíceis, e é por isso que reservo algum tempo pela manhã para as minhas tarefas mais prioritárias. Começares o teu dia com tarefas de outras pessoas só vai fazer com que as tuas prioridades fiquem todas trocadas.

 

Dizer "não" é muito importante. Devemos sempre questionar se somos mesmo necessários em algumas reuniões, ou se necessitamos de ser nós a realizar certo tipo de trabalhos. Sempre que possível devemos delegar. As reuniões tendem a ser um verdadeiro sorvedouro de tempo, devemos sempre questionar se vamos ou não acrescentar valor, e em caso negativo, recusar de forma educada. Se olharmos para algumas das pessoas mais influentes do mundo, achas realmente que aceitam todos os convites para ir a palestras, webinars, etc? Claro que não, ficariam sem tempo para fazer aquilo que fazem melhor. Como dizia o Steve Jobs, "Focusing is about saying No". O tempo é das poucas coisas no mundo que não podes comprar de volta, portanto aproveita-o da melhor forma possível!

Dizer "não" nunca é fácil, pessoalmente sempre tive muita dificuldade em fazê-lo, porque tenho especial gosto em ajudar. Contudo sempre que vejo que a minha vida está a ficar pouco balanceada tendo a ser bastante pragmático naquilo que aceito fazer. Se o fizeres bem, as pessoas não deverão ficar chateadas, apenas deves explicar o porquê de teres de recusar. 

 

Vê os Life & Productivity Hacks anteriores:

1. Levantar cedo e cedo erguer

2. Dá descanso ao teu telemóvel

3. 30m de exercício físico fazem maravilhas

4. Uma boa rotina matinal pode mudar a tua vida

5. Cria novos hábitos

6. Foca-te numa coisa de cada vez

 

16
Nov20

Life & Productivity Hack 6: Foca-te numa coisa de cada vez

Luís Rito

Bom, se achas que és excelente a fazer várias coisas ao mesmo tempo, lamento, mas enquanto seres humanos está mais que provado que não conseguimos realizar várias tarefas intelectualmente desafiantes ao mesmo tempo. Uma das experiências que nunca mais me esqueci, foi uma onde se juntaram várias pessoas que diziam ser exímias na arte do multitasking. Colocaram cada uma delas num automóvel, e o desafio era percorrer uma pista onde surgiam obstáculos, como, sinais de trânsito, semáforos, bonecos no meio da estrada, simulação de chuva, etc. Para além de terem de conduzir, cada uma das pessoas recebia uma chamada de telemóvel, onde eram feitas questões matemáticas básicas, como 7+14 ou 8x9. Adivinha o que aconteceu, todos falharam miseravelmente. Ou se concentravam na condução e não conseguiam responder às questões de uma forma rápida, ou respondiam às questões e perdiam completamente a noção da estrada e passavam sinais vermelhos ou atropelavam mesmo os bonecos que simulavam peões. 

 

Apenas temos um cérebro, o que significa que o que achamos ser multitasking, é na realidade saltar de uma tarefa para outra de forma rápida. Esquecemo-nos que sempre que damos esse salto, perdemos produtividade, e quanto mais complexas forem as tarefas, maior o desperdício de tempo. Acho que todos nós já sentimos aquela sensação de estar totalmente focados numa tarefa, onde a nossa capacidade de entrega flui na perfeição, e de repente, somos interrompidos por um colega, ou por uma chamada telefónica, ou por uma mensagem de texto instantânea. Quando isso acontece, demoramos novamente uma eternidade a estar totalmente focados, o que representa uma perca de produtividade massiva. Ora, quando saltamos de uma tarefa para outra, estamos na realidade a fazer isso a nós mesmos, a deixar de nos concentrar totalmente nas tarefas mais importantes. É por isso que te deves concentrar numa tarefa de cada vez, evita ter várias frentes abertas, tenta pegar num tema apenas quando concluíres outro. Algumas técnicas que podes utilizar são, silenciar os alertas de novos emails, novas mensagens, ou mesmo colocares o telemóvel no silêncio. Caso alguém te ligue, pode esperar 1h ou 2h até que acabes de realizar as tuas tarefas mais importantes. Isto porque o teu objetivo deve mesmo ser executar as tuas tarefas mais importantes, e não ser guiado pelas tarefas importantes dos outros. Quantas vezes acabamos por passar o dia a resolver temas de outras pessoas e não conseguimos avançar nos nossos próprios objetivos? Não estou com isto a dizer que não ajudes os outros, mas que reserves tempo do teu dia somente para as tuas tarefas críticas.

 

Começa com pelo menos 1h ou 2h do teu dia somente para ti e para as tuas tarefas de valor acrescentado. Se conseguires mais melhor, senão 2h já é um excelente começo. Vai construindo a partir daí, deves realizar os 20% de tarefas que produzem 80% dos resultados e não o contrário. Foca-te nos teus objetivos, e executa-os, um de cada vez!

 

Vê os Life & Productivity Hacks anteriores:

1. Levantar cedo e cedo erguer

2. Dá descanso ao teu telemóvel

3. 30m de exercício físico fazem maravilhas

4. Uma boa rotina matinal pode mudar a tua vida

5. Cria novos hábitos

 

13
Nov20

Life & Productivity Hack 5: Cria novos hábitos

Luís Rito

Nunca me vou cansar de reforçar a importância que tem a criação de hábitos saudáveis e exclusão de hábitos tóxicos. Enquanto humanos, somos altamente orientados para a criação de hábitos, sejam eles bons ou maus. Em grande parte, isto acontece porque o nosso cérebro tenta realizar algo que já conhece e com o qual já está familiarizado, permitindo-lhe poupar energia e ser mais eficiente. Não é muito diferente de um processador de computador que tem um core de alta performance e outro de baixa performance. Sempre que necessário correr atividades mais complexas, como um jogo, utiliza o core com mais performance (consumindo mais energia), e para atividades mais leves como ler o email utiliza o core com performance mais baixa (consumindo menos energia). Um hábito depois de adquirido tende a entrar na categoria de "baixa energia". Pensa por exemplo quando aprendeste a conduzir um automóvel. Enquanto tudo era novo, o teu cérebro precisou de trabalhar a 100% para absorver e aprender todas as atividades necessárias à prática da condução. Depois de adquirida a rotina, tudo fica mais fácil e deixa de ser um esforço.

 

É por isso que é tão importante ganhar hábitos saudáveis, porque embora te possam custar muito a adquirir, assim que ultrapassas essa fase de esforço, tudo se torna mais fácil, o que te permite avançar para a criação de outro novo hábito. Nunca se deve tentar adquirir ou eliminar vários hábitos em simultâneo, já que a tua força de vontade diária é limitada, e quanto mais esforço tiveres de realizar mais rápido esta se vai esgotar, tornando todo o processo menos fiável. Por exemplo, se tentas ao mesmo tempo fazer exercício físico diário + reduzir calorias para perder peso + ler diariamente por 30m + deixar de fumar, o mais provável é que falhes em tudo. Foca-te em 1 ou 2 hábitos de cada vez, é a via mais demorada, mas também a mais sustentável. Quando te sentires confortável com os novos hábitos (dizem que leva 21 dias, mas pessoalmente acho que é variável), tenta introduzir mais um ou retirar outro que não te agrade.

Como saber então quando um hábito já foi adquirido? Quando o realizares com menos esforço e quando já não precisares de aplicar quantidades enormes de força de vontade na sua execução, então podes dá-lo por adquirido. Trabalha de forma gradual e sempre com consistência. Dou-te alguns exemplos de criação e eliminação de hábitos que apliquei a mim mesmo nos últimos anos, pode ser que te ajudem a escolher os teus :).

 

Novos hábitos adquiridos

 

Praticar exercício físico 7 vezes por semana

Ler um livro todos os dias por pelo menos 30m

Acordar cedo todas as manhãs

Escrever neste blog

Beber pelo menos 3 litros de água por dia

 

Hábitos removidos

 

Despender demasiado tempo a ver filmes

Despender demasiado tempo a ver séries

Não manter uma rotina de sono regular

Jogar jogos no PC ou telemóvel

Navegar demasiado tempo nas redes sociais

 

 

Vê os Life & Productivity Hacks anteriores:

1. Levantar cedo e cedo erguer

2. Dá descanso ao teu telemóvel

3. 30m de exercício físico fazem maravilhas

4. Uma boa rotina matinal pode mudar a tua vida

 

 

10
Nov20

Life & Productivity Hack 4: Uma boa rotina matinal pode mudar a tua vida

Luís Rito

Já falámos dos benefícios de acordar cedo (vê aqui), hoje falamos dos benefícios de aproveitar esse tempo para formar uma boa rotina matinal. Isto porque, de nada adianta teres mais tempo disponível, se não o utilizares para te melhorares um pouco todos os dias. Quem me conhece, sabe que sou totalmente a favor do conceito de ganhos marginais, o que na prática significa todos os dias tentar melhorar, nem que seja 1%. Pequenas melhorias aplicadas de uma forma consistente ao longo do tempo vão produzir ganhos enormes. Funciona da mesma forma que os juros compostos, a dada altura, assumem uma curva mais exponencial e menos linear. Quanto mais aprendemos, mais desenvolvemos o nosso cérebro, e mais ganhamos capacidade de relacionar temas que para a maioria das pessoas não estão conectados.

Manter uma boa rotina matinal pode fazer toda a diferença no teu dia. Bem sei que nos últimos tempos está na moda dizer que todas as pessoas de sucesso têm que fazer x ou y na sua rotina matinal, mas pessoalmente não acredito nisso. Na minha opinião, deves fazer aquilo que funciona contigo e apenas contigo, afinal todos nós somos diferentes, e não existe uma fórmula mágica. Não ambiciono dizer que a minha rotina é melhor que as outras, porque na prática estaria a mentir. O que posso sim partilhar é qual a minha rotina, e porque a sigo. Cabe-te depois a ti escolher o que funciona melhor para a tua realidade.

Sem mais demoras, a minha rotina matinal atual (sim, ela vai alterando ao longo do tempo) é a seguinte:

 

6h - 6h30: Acordar & Tomar o pequeno-almoço. Enquanto isso dou uma vista de olhos pelas notícias. Porque o faço? Gosto de tomar o pequeno-almoço ao acordar, porque tenho sempre muita fome. Também bebo um copo de água para me hidratar e um café para acordar! Gosto de demorar cerca de 30m no pequeno-almoço para dar tempo ao meu corpo de acordar antes do meu primeiro treino. Normalmente dou uma vista de olhos pelas notícias que me aparecem no Google News.

 

6h35 - 7h10: Treino de força em casa. Porque o faço? Bom, faço-o porque adoro musculação e já não consigo viver sem os meus treinos ;).

 

7h15 - 7h45: 30m de cycling em casa. Durante o treino, leio um livro no telemóvel. Porque o faço? Fazer cardio todos os dias ajuda-me a manter o coração saudável e a queimar aquelas calorias extra. O facto de poder ler um livro enquanto pedalo é para mim uma grande mais valia. É através destes 30m de leitura que me vou melhorando um pouco todos os dias. Faço-o sem exceção, o que no final do ano corresponde a aproximadamente 182h de leitura ou 22 dias de 8h.

 

7h50 - 8h20: Escrever Porque o faço? Escrever ajuda-me a articular melhor as minhas ideias, ajuda-me a manter uma linguagem cuidada e ajuda-me a manter este blog atualizado claro :)!

 

8h30: Começar o dia de trabalho com uma chávena de chá verde. Porque o faço? O chá verde é ótimo para te manter alerta e desperto, já para não falar que está cheio de antioxidantes, previne vários tipos de cancro, problemas cardíacos, regula os níveis de açúcar e ajuda-te a manter hidratado.

 

Nesta fase da minha vida e devido à pandemia, encontro-me em teletrabalho, motivo pelo qual consigo comprimir tantas coisas ainda antes de começar a trabalhar. Quando necessitar de voltar ao escritório, a minha rotina terá mais uma vez de ser ajustada, mas o que interessa é manter o máximo de atividades possível. E tu? Tens atualmente alguma rotina, e se sim qual? Partilha nos comentários :).

 

Vê os Life & Productivity Hacks anteriores:

1. Levantar cedo e cedo erguer

2. Dá descanso ao teu telemóvel

3. 30m de exercício físico fazem maravilhas