Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Profissional Moderno

Profissional Moderno

22
Dez19

Áreas estratégicas das empresas do século XXI

Luís Rito

Olá a todos :)

 

Hoje vamos abordar o que considero serem duas das áreas mais importantes de uma empresa do século XXI. Decerto já não é novidade para ninguém que o ritmo de mudança nos últimos anos tem sido infernal. Muitas empresas que falharam em incorporar essa mudança na sua estrutura estão a ter dificuldades no seu dia a dia. É uma realidade que em algumas indústrias a mudança tem chegado mais devagar do que noutras, por exemplo, uma empresa cuja base é vender energia (petrolíferas e afins) não necessita de um ritmo de mudança tão elevado como por exemplo o setor das viagens ou da banca. Grandes empresas com vários anos de existência estão a ser desafiadas por pequenas startups, que devido à sua grande agilidade conseguem implementar soluções com uma rapidez muito superior às empresas já estabelecidas com estruturas pesadas. Ora, se analisarmos bem, uma das grandes vantagens de uma startup é o seu elevado foco no cliente, a par com a disponibilização de processos e de soluções informáticas de alta qualidade. É por isso que considero que a grande maioria das empresas, apesar do seu core não ser IT, tem forçosamente que ser muito boa em IT.

 

É vital para a sobrevivência de qualquer empresa ter competências muito elevadas em IT. Diariamente todas as empresas acumulam gigabytes de dados, que quando devidamente trabalhados e interpretados dão origem a informação, que posteriormente se transforma em conhecimento. As maiores empresas do mundo apostam exatamente nisso, existem muitos casos em que na sua estrutura o diretor de IT já reporta diretamente ao CEO. É esta a importância que as empresas têm que dar ao seu IT, já que quando funciona bem permite alavancar em muito os lucros da empresa. Dou um exemplo muito simples, sou cliente da Amazon à vários anos. Por vezes recebo um email onde me é dito que livros me poderão interessar, ou de acordo com o que comprei, o que outras pessoas compraram, e acreditem que muitas vezes acabo a comprar essas sugestões. Multipliquem isto por milhares de clientes e podem imaginar os milhões que a Amazon encaixa graças a um tratamento inteligente dos dados que já dispõe.

 

Claro que para existir um bom IT, é necessário ter pessoas à altura, e é aqui que entra outra área que considero estratégica, os RH. Um bom departamento de RH recebe diretrizes da gestão de topo e contrata pessoas que se encaixem nesse perfil. Se a empresa quer uma empresa ágil, onde se valorize o trabalho em equipa e onde existam poucas hierarquias, não pode recrutar pessoas que não se encaixem nessa visão. Quando um líder idealiza uma estratégia a 3 ou 5 anos, certamente já sabe que tipo de pessoas vai necessitar. É por isso que se deve começar a contratar muito antes do tempo, para que as pessoas possam ir conhecendo o negócio, a organização e para terem tempo para construir. Dou um exemplo, se uma empresa definir que quer implementar uma estratégia de dados em 3 anos, diria que no final do primeiro já deve estar a pensar em contratar pessoas com a capacidade de fazer acontecer essa estratégia. Por vezes cai-se no erro de promover pessoas internas que não têm o perfil indicado, e isso raramente irá resultar em mudança. Não digo que promover internamente é mau, mas deve-se escolher apenas pessoas que façam um bom fit com as funções exigidas.

 

Equipa

 

A verdadeira agilidade que vemos em algumas empresas não advém do software ou dos processos que utilizam. Continuo a achar que o que traz verdadeira agilidade são as pessoas que fazem parte das equipas. Pessoas com um perfil empreendedor, que gostam de deixar a sua marca na empresa e de construir para melhorar são e serão sempre uma mais valia em qualquer empresa. É portanto necessário conseguir recrutá-las, e acima de tudo conseguir mantê-las motivadas no seu trabalho. Um dos fatores que continua a ser de grande importância para qualquer colaborador é a sua chefia, motivo pelo qual a camada de gestão de qualquer empresa deve ser do melhor que existe no mercado. É por isso que se devem continuar a realizar sessões de liderança e gestão, ou promover sessões de coaching entre gestores mais séniores e gestores mais júniores. Se a empresa tem uma excelente camada de gestão, as equipas lideradas por essas pessoas vão andar mais motivadas e mais tranquilas, o que resulta num aumento de produtividade e inovação. Uma boa chefia também tem a capacidade de desafiar as suas equipas de uma forma positiva, o que as vai levar a alcançar novos níveis de performance.

 

Está tudo interligado, se queres que a empresa tenha vantagens competitivas relativamente a outra, é nas pessoas que deves investir. São as pessoas que vão acrescentar o fator diferenciador e que vão catapultar a empresa para outros níveis. Resumindo, investe em processos de recrutamento, investe em liderança, investe em manter as pessoas satisfeitas, dá-lhes autonomia para realizar o seu trabalho e construir ao máximo com o mínimo de burocracia e vais ter colaboradores satisfeitos. Colaboradores satisfeitos vão atrair ainda mais talento para as fileiras da empresa, o que vai resultar em melhores processos e maior agilidade no desenvolvimento de soluções, que consequentemente irá levar a mais valor para os clientes da empresa (e portanto mais lucros). Finalmente, investe muito em IT, o futuro passa por aí, um bom IT vai-te permitir reduzir custos, aumentar o negócio e ter um conjunto de informação que vai suportar grande parte das decisões da empresa. Contra factos não há argumentos, e quando existem dados a tomada de decisão é bem mais fácil.

 

Por hoje é tudo, espero que tenhas gostado. Aproveito para desejar um bom Natal a todos, junto de quem mais gostam 

 

Até à próxima

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Livro Liberdade Financeira

Livro PMP Questions to Conquer the Exam