Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Profissional Moderno

Profissional Moderno

09
Mai21

Como reter a informação que lês mais tempo?

Luís Rito

Sou um apaixonado por livros, desde que me lembro que tenho este gosto enorme pela leitura. Comecei novo, com livros infantis cheios de histórias de encantar e imagens coloridas, e mais tarde evoluí para livros de ficção e aventura (quem não se lembra do Clube das Chaves ou Uma Aventura?). Tenho recordações de tardes inteiras a ler os livros da coleção Aventuras Fantásticas, onde o leitor podia escolher o rumo da personagem do livro. Conforme fui crescendo, as minhas leituras foram ficando cada vez mais complexas, e nos últimos anos tenho-me focado muito em livros técnicos e bibliografias que me permitem expandir o conhecimento nos mais inúmeros temas.

Mas, umas dezenas (ou centenas) de livros depois, um problema que sempre tive começou a chatear-me de forma mais regular. Para mim, é-me muito difícil armazenar a informação que leio nos livros. Fico com a ideia que invisto dezenas de horas na leitura de um livro, para depois 90% da informação ficar esquecida com o passar do tempo. Na realidade, aquilo que mais quero é guardar o máximo de informação útil na minha memória de longo prazo. Como não sou de ficar de braços cruzados a falar mal da minha fraca memória, comecei a procurar formas de conseguir reter mais informação. Descobri que reduzir a distância entre a teoria e a prática é uma arma excelente para reter a informação que se lê. Se por exemplo, leio sobre técnicas para conduzir reuniões eficazes, tento colocar em prática logo nos dias seguintes, e assim consolidar esse conhecimento na minha memória. Está mais que provado que é uma técnica que resulta, e eu não fui exceção, posso comprovar que funciona. Outra técnica excelente passa por escreveres aquilo que leste, ou em alternativa, tentares explicar a ti mesmo quais os conceitos do livro. Ou seja, não aceitar tudo o que se lê como uma verdade absoluta, deve-se ler com espírito crítico, tentar perceber o autor, e se possível, interligar a mensagem que este está a tentar passar com conhecimento que já possuas. É na capacidade de "misturar" informação que podem surgir ideias fantásticas.

Munires-te com um marcador e sublinhares trechos de livros também é uma excelente técnica para destacar passagens que te dizem algo, ou que são importantes para ti. O grande problema, é que todos esses trechos ficam guardados dentro de um livro, que está algures numa prateleira (ou num dispositivo eletrónico). Torna-se difícil fazer uso da técnica de "spaced repetition", onde para evitar o esquecimento, se procede a revisões regulares do que se pretende memorizar. Bom, pelo menos era isso que me acontecia. Hoje em dia tenho uma nova estratégia! Desde que descobri uma simples aplicação, tenho tido bastante mais facilidade em reter aquilo que leio. Falo-vos da aplicação Readwise.

 

Ler um livro

Photo by Seven Shooter on Unsplash

 

Afinal, o que faz a aplicação? Muito simples, se lês livros, por exemplo através da aplicação Kindle da Amazon, começa a sublinhar os trechos que queres recordar. Essa é de facto uma excelente prática (conforme falámos acima) para te recordares daquilo que lês. Por exemplo, se estou a ler um livro sobre gestão de projetos, pode interessar-me fazer highlight numa seção do livro que fala sobre riscos. A partir do momento em que o fazes, este fica automaticamente sincronizado com o Readwise. A grande vantagem reside depois na periodicidade com que o Readwise te mostra esses mesmos trechos de livros que destacaste. Podes por exemplo definir que queres receber um email todos os dias com 5 trechos que sublinhaste algures no tempo. Podes também abrir a aplicação e navegar por vários desses trechos, sendo também possível definir se queres mostrar mais vezes ou menos vezes cada um deles. Através da aplicação, é muito simples fazer essa definição. Quando cada um dos highlights te é apresentado, podes clicar num botão que te vai permitir ver esse highlight no futuro, ou definir, que não o queres ver mais. Dessa forma vais refinando aquilo que queres realmente manter na tua memória de longo prazo.

Para além do Kindle, é possível também guardar highlights realizados em páginas web. Essa é para mim uma grande mais valia, já que leio muita informação técnica em sites especializados, e interessa-me recordar uma grande parte dessa informação. É possível, depois de ler um trecho diário, saltar para a página web e revisitar o tema. Desta forma, a informação não fica perdida para sempre, vais acabar por te lembrar dela, mais tarde ou mais cedo :).

O workflow de utilização desta aplicação é muito simples, e passa por 3 etapas, a primeira, fazer highlights daquilo que tem significado para ti, a segunda, rever diariamente o que te é apresentado e por fim a terceira, memorizar a informação. Ao te serem constantemente apresentados os highlights, vais conseguir reter a informação durante muito mais tempo, quem sabe até recordares algo que leste, e já não te lembrares que o tinhas feito.

Infelizmente a aplicação tem apenas um mês grátis de utilização, sendo que depois tem um custo mensal de 4,49 dólares ou 3,75€ (mais coisa menos coisa). Em todo o caso, caso sejas como eu, é um custo que é facilmente é pago pela possibilidade de te recordares de informação preciosa. Para mim é algo que acrescenta valor na minha vida, e quando isso acontece, não penso duas vezes.

 

E tu, que estratégias utilizas para reter a informação que lês? Partilha nos comentários, quem sabe existem formas melhores de gerir toda a informação que temos disponível hoje em dia nas nossas vidas.