Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Profissional Moderno

Profissional Moderno

05
Abr20

Nova forma de viver?

Luís Rito

Olá a tod@s,

 

Desde há umas semanas para cá, todos nós vimos o nosso dia-a-dia ser virado do avesso. Enfrentar uma pantemia a nível mundial é algo que muitos nunca viveram, e desde que tenho memória, nunca antes aconteceu este confinamento em casa pelo qual estamos a passar. Como sou um otimista por natureza, acredito a 100% que toda esta situação nos vai tornar mais fortes e mais preparados para o futuro. No livro Antifrágil, o autor Nassim Nicholas Taleb refere a diferença entre sistemas frágeis e antifrágeis. Basicamente e de uma forma simplificada, se um sistema tem a capacidade de beneficiar do caos e da imprevisibilidade é antifrágil, enquanto o contrário será claro, frágil. O autor fala ainda de eventos cisne negro (verdadeiros outliers), que são eventos imprevistos e que se assemelham a crises ou eventos de extrema raridade. Creio que esta pandemia encaixa perfeitamente no conceito de cisne negro, já que foi algo completamente imprevisto e que atacou numa altura em que existia elevado otimismo relativamente ao estado da economia.

 

Ora, considero que a humanidade se encaixa num sistema antifrágil, pois normalmente tem a capacidade para se melhorar continuamente quando enfrenta situações desconhecidas e situações limite. Vejam por exemplo o 11 de Setembro. Tenho a certeza que muitos processos foram revistos após a tragédia que se abateu sobre os americanos. Certamente todos os processos de segurança foram revistos e melhorados de forma a mitigar um novo ataque. Ou vejamos por exemplo acidentes relacionados com quedas de aviões. Por cada queda existiu também uma quantidade de dados que foram fornecidos a equipas responsáveis por tornar os aviões cada vez mais seguros. Cada evento cisne negro permite-nos dar saltos que normalmente não daríamos em situações normais e de conforto. Reparem que este tipo de eventos não tem que ser necessariamente mau. Por exemplo, o aparecimento do Google ou o aparecimento do iPhone foram claramente eventos que mudaram o mundo e fizeram toda uma legião de pessoas & empresas ter que se adaptar e melhorar. Felizmente, acredito que enquanto humanidade vamos estar sempre no lado antifrágil, o que significa que este tipo de eventos nos vai permitir ficar mais fortes e preparados para o futuro.

 

Black Swan

 

Parece-me que esta pandemia vai alterar muitos processos pelo mundo fora. Será que os países não poderão vir a ter protocolos ainda mais robustos em caso de futuras pandemias? Quero acreditar que sim, que tudo isto nos vai preparar para a eventualidade de um dia termos de lidar com um vírus ainda pior que o Covid-19. Até ao nível das nossas humildes vidas existiu uma grande disrupção relativamente ao que estávamos habituados. De um momento para o outro apercebemo-nos que afinal não é tão difícil fazer exercício físico em casa, aliás, só precisas de 30m por dia e força de vontade. De um momento para o outro chegámos a outra conclusão, fazer reuniões virtuais não é assim tão mau, trabalhar remotamente não é impossível, e o trabalho não pára nem somos menos produtivos por estar em casa. Acredito que nas primeira duas semanas pode ter existido uma perca de produtividade, afinal as pessoas não são máquinas, necessitam de tempo para se adapatarem a novas rotinas. Contudo, após esse período de adaptação a verdade é que a maioria acaba por ser bem mais produtiva. Agora pergunto, se as reuniões virtuais começassem a ser mais utilizadas, será que necessitaríamos de estar constantemente a fazer viagens de avião de um lado para o outro? Uma redução de viagens por exemplo na ordem dos 5% permitiria uma redução enorme da poluição. O principal combustível dos aviões é por norma querosene, o que dá origem a diversos gases que contribuem para o aquecimento global, como o monóxido e dióxido de carbono. Não poderíamos aproveitar toda esta situação para aprendermos a trabalhar de forma diferente? Hoje em dia pode não fazer sentido termos de viajar tanto quando existe uma coisa chamada internet que funciona tão bem! É bom para o planeta e é bom para as empresas que vão ver os custos com deslocações reduzidos.

 

E os hábitos de consumo? Não estarão já em franca alteração? O eCommerce tem continuado em alta, e quer queiramos quer não esta situação vai contribuir para um aumento futuro deste tipo de transações. O seu crescimento vai significar que algumas empresas vão ter que se adaptar, algumas vão prosperar muitíssimo enquanto outras vão morrer por não terem conseguido dar o salto. Outro exemplo, aqui em Portugal os pagamentos via multibanco continuavam a ser realizados com recurso a inserção de código (apesar de não perceber bem porquê). Desde que esta pandemia chegou a todas as nossas vidas, parece que de repente o contactless é uma solução perfeitamente válida (finalmente!). Acredito que já não vamos voltar ao velhinho código para valores de compra baixos.

E quanto à transformação digital? Muitas empresas e governos apercebem-se agora do quão atrás se encontram neste campo, e estão a redirecionar investimento para se melhorar. Investimento que nunca chegaria numa altura normal da nossa economia onde a maior preocupação é sempre o crescimento trimestral ou anual dos lucros (afinal há que manter os acionistas satisfeitos). Quer queiramos quer não o avanço vai ser acelerado durante este período. 

 

Como podem ver, existe muito a acontecer neste momento. Os otimistas vão ver como uma oportunidade enquanto os pessimistas vão deixar passar tudo isto sem nada fazer para se melhorarem. Do lado menos positivo, é inevitável que muitas empresas vão acabar por falir e a taxa de desemprego vai disparar. Não se avizinham tempos fáceis, mas até hoje a economia sempre recuperou de todas as adversidades que foi enfrentando, e penso que desta vez não será exceção. Vamos acabar por recuperar, mais fortes e mais bem preparados. 

Enquando indivíduos, devemos aproveitar da melhor forma, usa o tempo extra que tens para ler mais, para fazer cursos online, aprender deve ser sempre um dos maiores investimentos que podes realizar. Ainda que te sintas sem motivação e sem energia, tentar fazer algum exercício físico, vai-te fazer sentir melhor. Para quem gosta, faz alguma meditação, usa o tempo para te conheceres melhor, para descobrires o que queres fazer da tua vida, pensa sobre as tuas prioridades, onde te vês daqui a 5 ou 10 anos? Estás no caminho certo para lá chegar? Se não estás, o que deverias estar a fazer para tornar esse sonho numa realidade? Usa o teu tempo de forma sábia.

 

Por hoje é tudo, espero que tenhas gostado.

 

Até à próxima!

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Livro Liberdade Financeira

Livro PMP Questions to Conquer the Exam