Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Profissional Moderno

Profissional Moderno

29
Dez19

O PMP ainda vale a pena?

Luís Rito

Para quem não conhece, o PMP é um acrónimo de "Project Management Professional", e trata-se de uma das certificações em gestão de projetos mais reconhecida no mercado. Esta certificação é atualmente ministrada pelo PMI (Project Management Institute), instituto sem fins lucrativos que tem como objetivo a profissionalização e criação de standards na gestão de projetos.

 

A certificação PMP incide maioritariamente em projetos tradicionais, também conhecidos como projetos waterfall, motivo pelo qual tem sido alvo de algumas críticas, nomeadamente sobre se esta ainda se encontra adequada ao mundo real. Nos dias que correm a popularidade do agile tem sido exponencial, não existe empresa que apregoe agilidade que não fale em metodologias de gestão de projeto agile. O PMP baseia-se no PMBOK (Project Management Book of Knowledge), que é um conjunto de boas práticas de gestão de projetos, que apesar de bastante completo, é também bastante complexo e muito mal interpretado. O livro encontra-se dividido em diferentes áreas de conhecimento (prometo fazer um artigo mais à frente para falar disto), estando estas inseridas dentro do ciclo de vida de um projeto. Este ciclo de vida subdivide-se em cinco fases, iniciação, planeamento, execução, monitorização & controlo e encerramento. 

 

O primeiro erro que muitas pessoas comete é pensar que todas as fases que te falei acima ocorrem em sequência, ou seja, apenas podemos realizar planeamento após iniciação concluída, apenas podemos começar a execução após fecho do planeamento e por aí em diante. Essa não é a realidade, as fases podem e devem sobrepôr-se, por exemplo, podemos começar a executar um projeto ainda que todo o planeamento não esteja encerrado. Tudo vai depender do tipo de projeto, e não da metodologia em si. Por exemplo, se o projeto diz respeito à construção de uma ponte ou de um edifício, parece-me que faz sentido dispender mais tempo na fase de planeamento e apenas avançar para a execução após fechar grande parte do planeamento. Contudo se estamos a falar de projetos de software, esta prática já não deve ser aplicada, já que existe uma forte probabilidade das coisas mudarem durante a fase de execução. É portanto errado afirmar que a metodologia do PMI é rígida e pouco ágil, nada no PMBOK diz que temos que seguir todos os passos à risca. Um projeto gerido de acordo com as boas práticas do PMI pode ser ágil se o gestor de projeto assim o entender. 

 

PMI

 

Para terem ideia, para passares no PMP necessitas de realizar um exame com 200 perguntas e 4h de duração, onde te questionam sobre mil e um documentos que um projeto pode ter. O PMBOK prepara os gestores de projeto para os projetos mais complexos, mas dá ferramentas e incentiva a efetuar um processo de tailoring de forma a adaptar a metodologia ao tipo de projeto que estás a gerir. Se o PMP ainda vale a pena nos dias que correm? Sem dúvida que sim! Posso afirmar que pela dificuldade do exame, tive que estudar bastante, o que fez com que aos dias de hoje ainda me lembre da maior parte dos temas. O PMI na minha opinião faz um trabalho excecional na criação de standards, que permite aos gestores de projeto comunicarem e utilizarem os mesmos termos e expressões. O facto do PMBOK ser um conjunto de boas práticas reconhecidas amplamente pelo mercado significa que ao aplicares essas técnicas tens uma maior probabilidade de levar os teus projetos a bom porto. Outra grande vantagem é o facto de ser uma certificação altamente reconhecida no mercado, o que te pode ajudar a ter melhores oportunidades de emprego. Por enquanto ainda continua a ser a certificação de referência no que toca a gestão de projetos.

 

A minha recomendação é, não sejas demasiado rígido, encara o PMBOK como guidelines para poderes construir modelos de governo e metodologias específicas para os teus projetos. A mensagem que quero passar é que é possível seres ágil aplicando técnicas como por exemplo "Rolling-wave" (planear em waves, ou em pequenos incrementos) ou "Progressive Elaboration" (plano é continuamento atualizado e melhorado à medida que nova informação se revela). Se queres levar a tua gestão de projetos para um nível mais profissional aconselho vivamente a tirares a certificação PMP

 

Por hoje é tudo, até à próxima.

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Livro Liberdade Financeira

Livro PMP Questions to Conquer the Exam